sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

O nosso Natal... E o desafio de 2017!

O Natal chegou rápido e passou com a mesma rapidez!
Aqui em casa todos gostamos do Natal, este ano não conseguimos vivê-lo na sua plenitude pois as semanas antes do Natal andamos numa correria, tu estiveste a parte de tudo (e ainda bem) enquanto eu e o Pai pudermos proteger-te de todos os problemas que ainda não são para tua idade assim o faremos e os avós tiveram um papel fundamental nestas semanas!

Vestimo-nos a rigor como sempre e tivemos uma noite de Natal muito familiar e aconchegante que é o que mais interessa, tu só querias abrir os presentes e nada de meia noite chegou as 23h e estavamos a abrir as prendas, e aqui por casa o Pai Natal chegou de noite comeu as bolachas e deixou uns quantos presentes ainda na árvore que abris-te apenas na manhã do dia 26 de Dezembro!

Estes dois dias passaram voaram, agora tu continuas com a mãe em casa de férias e como eu gosto destes tempos, se a escola faz falta? Sim faz mas eu não vou ter muitos momentos destes nem o Pai e por isso aproveito todos os minutos que possa, porque aos 18 já não vais querer estar o dia inteiro comigo :) Para a semana estamos os três e precisamos tanto mas tanto desta semana...

Estamos agora a 1 dia da noite de Ano Novo, tanto eu como o Pai não ligamos muito, gostamos de nos divertir mas não fazemos questão de grandes festas, para nós reunir uns amigos, uma mesa composta, uns copos de vinho uma boa música já está muito bom para nós!
Este ano ainda não sabemos nada sobre esta noite, mas estamos tão mas tão exaustos que talvez uma noite a três aproveitar este amor único que nos rodeia nos vá saber bem, ou então algo muito familiar com uns amigos mas em casa...Vamos ver até dia 31 muita coisa se planeia e tudo muda!

Este ano não vamos fazer balanços não vamos desejar nada para 2017, estamos ainda a recuperar de um 2016 nada bom, que terminou de uma forma que ninguém esperava, nem nenhum de nós sonhava ou desejava, por isso mesmo vamos para 2017 a lançar um desafio a nós próprios. Queremos que tu um dia mais tarde recordes o que de bom a vida nos dá todos os dias, queremos que recordes as coisas menos boas transformando-as em coisas boas. É uma forma de eu e o Pai também fazermos esse exercício e esquecermos o dia-a-dia mais "ranhoso"!

Vamos iniciar 2017 com registos diários (1 por dia) do momento ou momentos que nos fizeram sorrir naquele dia! No fim vais ter 365 registos de 365 dias maravilhosos, neste desafio deixamos de lado o menos bom, mas esses momentos vão existir, vamos apenas transformá-los, não te queremos iludir com um mundo cor-de-rosa, aliás nem vocês se iludam por aqui somos uma família de três como tantas outras, rimos choramos caímos, levantamo-nos, temos problemas, gritamos, mas no fim tentamos estar unidos e sermos felizes (até agora tem resultado e já lá vão 16 anos e uns belos meses).

Isto dos blogs, da televisão, das revistas e afins é tudo muito bonito, muito perfeito, mas aqui não, neste canto ninguém é perfeito, alias já uma vez tinha escrito que só seremos de facto Felizes quando somos perfeitos dentro da nossa imperfeição!

Deixamos-te um registo destes teus 5 Natais passados com muito amor e carinho, foste sempre uma bébe fácil, de sorriso lindo e maroto, uma traquina que nós adoramos!

Venha o nosso desafio...

(1º Natal - 7 meses de uma bébe amorosa)

 (2º Natal - 19 meses de uma bébe traquina mas amorosa)

 (3º Natal - 31 meses o que dizer? Uma bébe crescida linda, simpática e muito traquina )
( 4º Natal- 43 meses - (sim eu sei já não se conta os meses tinhas 3 anos e meio) úma menina de sorriso fácil, numa fase de muitas birrras, do eu é que mando mas com uma magia encantadora! )

(5º Natal - 4 anos e meio de muito amor o tempo voou tu cresces-te e eu fiquei mais velha e continuo a não gostar de tirar fotografias! :) )

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

A distância que a vida nos dá...

Hoje escrevo um texto que nada tem a ver com o blog mas que daqui a uns anos eu sei que a Benedita vai ler e vai gostar, porque nesta fase ela ainda não percebe muito do que vai acontecer e ainda bem!
Escrevo também porque na verdade não tenho coragem para dizer-te nada disto sem que as lágrimas caiam sem parar!!

Para quem não me conhece muito bem eu tenho duas irmãs, uma de sangue e outra adotada (mas que para mim é igual), somos três meninas cada uma com o seu feitio e a sua forma de expressar sentimentos, cada uma de nós seguiu caminhos diferentes, e cada uma é Feliz à sua maneira!

Uma das minhas irmãs foi viver para fora do país há alguns anos, e na altura confesso que eu ainda percebia muito pouco da vida, pelo que fiquei muito triste com a decisão dela, mas casmurra como sou nunca dei a entender isso!!!

Eu sou desde pequena muito chegada a minha família, não sou de grandes telefonemas ou cartas, mas gosto de saber que eles estão perto de mim, e infelizmente a vida deu-me um pai que esteve sempre ausente por motivos profissionais e por essa razão sempre detestei conversas deste género lá em casa, por isso quando a minha irmã comunicou que se iria embora eu nem quis ouvir as razões dela, condenei o mais que pude arranjei todas as desculpas e imaginárias para nunca demonstrar o meu grande problema que era estar longe dela...

Sim já na altura havia Skype telemóveis, internet etc...mas eu não consigo prefiro mandar uma mensagem, pois sempre que converso online dá-me ainda mais saudades sofro ainda mais, mesmo agora com o nosso pai é assim que funciona por muito que me custe e sei que ele adora estar online connosco e ver a neta eu não consigo!

Entretanto a vida foi-me mostrando que nada é fácil e dia após dia fui percebendo as razões dela e sei que hoje foi o melhor para ela e que ela é mesmo MUITO FELIZ (ainda que lhe falta um pedaço de algo) e isso deixa-me em Paz, sei que ela vem agora em Dezembro e eu já conto os dias para estarmos juntas...

Mas o dilema agora é ainda maior (Agora em vez de uma são as duas!!!) porque a minha outra irmã decidiu também que tinha que ir embora, mais uma vez pelas mais variadas razões que eu compreendo, também com esta idade e com o meu percurso de vida se eu não entendesse, seria mesmo ESTÚPIDA!

Eu própria sei que se não tivesse um marido com um emprego estável e etc. se calhar já tinha ponderado isso porque estou farta desta vida, andei a estudar durante 4 anos tirei um curso superior que adoro para quê? Para agora fazer tudo menos o que gosto, levar para casa algo como o ordenado mínimo e trabalhar horas a fio? Enfim! E é isto que se passa com ela também dois cursos superiores um por acabar por uma disciplina outro acabado para quê? Sei que ela vai tentar e merece, mas e eu merecia isto???

Sim não te ligava todos os dias nem ela a mim (coisa estranha devem estar a pensar mas somos assim) vivia a 25 km de distância mais ou menos e víamo-nos 1 vez por semana sim é verdade, mas eu sabia que tu estavas ali a 15 minutos de carro de mim, eu sabia que 1 vez por semana olhava para ti, criticava-te mas também admirava-te!

A 15 minutos de carro tinha os melhores sobrinhos de sempre, um mais ligado a mim que o outro mas adoro-os de igual forma, não sou a  tia que liga todos os dias, não sou a tia melga que envia msg a toda a hora eu sei, mas tu também sabes que eu estou aqui sempre...

A 15 minutos de olhar para a minha sobrinha, de abraça-la beija-la rir com ela comer com ela passear com ela sempre que a sua agenda agora permite :)

A 15 minutos de um "Andreia preciso de ti..." ou um "Neila preciso de ti..."

A 15 minutos de uma discussão, de um beijo de uma gargalhada!!!

Sei que vais fazer isto por ti por vocês os 4, mas e eu? Como fico eu? Como vou fazer para abraçar a minha Lara, sim amo o meu sobrinho Lucas mas tu sabes que a Lara para já tem esta ligação comigo, que eu nunca te consegui explicar...

Quanto mais o dia se aproxima mais as noites custam a passar, mais os dias se tornam longos, mais as lágrimas teimam em não parar, cada vez custa mais estar com vocês porque cada vez que olho para ela fico com uma ferida que tu não imaginas!

Minha querida Lara, minha doce sobrinha não vai ser fácil esta mudança e tu és uma miúda inteligente e sabes disso, mas também sei que vais fazer um esforço muito grande para que tudo corra bem, por aqui esta tia de coração muito partido vai ficar a torcer para que isso aconteça e que tu sejas muito muito Feliz! Mas peço-te não sejas mais forte do que consegues, não tentes nunca ser perfeita, tenta apenas ser tu mesma e se vires que não estás a conseguir fala, pois deste lado estamos todos de braços abertos para te receber e apoiar, claro que estar longe dos pais não é nada fácil e custa muito também, por isso eu preferia que tudo corresse muito bem para que vocês conseguissem ficar os 4 juntos como sempre estiveram!!!!

Minha querida sobrinha o tempo passa a corer e não tarda estarás uma mulher, gostava de te dizer que o Mundo é cor de rosa, mas tu já sabes que não, já viste que a Tia a mãe, avó e outras pessoas têm que ultrapassar as vezes caminhos com muitas pedras para chegarem a algum lado!

Gostava de dizer-te que o teu será bem mais fácil, assim o espero mas isso também dependerá de ti!

Quero que saibas que o Frozen só existe mesmo na televisão.

Quero que saibas que nem todas as pessoas bondosas, humildes generosas, trazem isso no coração.

O Mundo está cada vez mais egoísta e nós vivemos cada vez de um modo mais selvagem, e temos que ter força para vencer as leis selvagens da vida!

Vais ter a tua primeira queda a sério, mas também vais ter o teu primeiro troféu a sério.

Quero que saibas que vais ter o teu primeiro amor, e que da mesma forma que ele vai entrar e arrebatar esse coraçãozinho, vai também deixá-lo quebrado e que vai parecer que o Mundo acabou, mas nada disso ainda vais ter muito pela frente!

E da mesma maneira que esse primeiro amor vai quebrar o teu coração, vai surgir outro que vai entrar, vai abraçar-te e vai amar-te dizendo "vamos ser felizes para sempre" e isso existe mesmo acredita, não deixes que nenhum homem te mude sê sempre tu mesma deixa que ele te conquiste todos os dias, nunca te dês por conquistada, nunca deixes de casar por nada deste Mundo é o dia mais feliz da vida de uma mulher, mas se por algum motivo não o fizeres, acredita que vais ser feliz da mesma maneira!

Quero que saibas que não vou estar aqui para sempre, que um dia não vou estar aqui para abraçar-te para limpar as tuas lágrimas para agarrar as tuas dores, mas vou estar sempre contigo, pois vou ser a estrela mais brilhante do teu caminho!

Eu só quero que sejas FELIZ! se tu fores eu também vou ser...

Nós estamos aqui só quero que saibas disso a qualquer hora do dia...

E tu minha irmã, tem juízo :) sê FELIZ, tem cuidado! Podia dizer que estava zangada contigo, mas não apenas triste com a vida, não sei o que vai ser de mim mas tu também não sabes nem és responsável por isso, o que te posso dizer é que vou tentar ser Feliz, mas a verdade é que acabei por aos 33 anos ficar "sem" as minhas duas irmãs... que esta distância nos una ainda mais...

Não sei se falhei em algum lado, de certeza que sim como tia como irmã, mas mantivemo-nos sempre firmes na direcção daquilo que os nossos pais nos ensinaram que era o mais importante o amor a união que assim continue!


Que este vazio que já sinto se preencha de outras formas, e que eu o teu vazio se preencha com o melhor que o Mundo tem para Ti!



terça-feira, 1 de novembro de 2016

Queria ensinar-te a viver...mas não posso!

Filha queria ensinar-te muitas coisas...
Queria dizer-te como vai ser o teu futuro, agarrar nas tuas pernas e empurrar-te sempre para o caminho correcto, para que nunca caísses e nunca te magoasses...
Mas estaria a cometer o maior erro da tua vida e da nossa!

Vais ter que descobrir sozinha qual o melhor caminho para ti, nessa descoberta vais rir, chorar, cair e levantar-te, é assim que a vida é...em cada riso vais ser feliz, em cada lágrima vais sofrer, em cada queda vais-te magoar e quando te levantares vais ser mais forte!

E assim vais aprendo a caminhar, tens um feitio difícil, nem é meu nem é do pai é teu, somente teu...

Queria muitas vezes mudar esse feitio, porque muitas vezes é irritante, mas não posso...vais ser tu que vais ter que limar as arestas para te adaptares ao mundo e o mundo a ti!

O que quero mesmo dizer -te filha (não quero ensinar-te) é que nunca tentes ser perfeita... sê perfeita dentro da tua imperfeição...Não mudes para agradar ninguém sê tu mesma e deixa que os outros gostem de ti assim...vive a vida como se ela durasse apenas um dia...aproveita quem amas quem te quer bem todos os dias...pois sabes sempre como estás e como estão naquele segundo nunca saberás como estão e como estás no minuto a seguir... cresce FELIZ...cresce por ti com o teu mérito e a tua sabedoria...nunca pises ninguém para alcançares o quer que seja...Nunca deixes que te derrubem e que te pisem...

Sei que ainda só tens 4 anos e que a maioria das vezes a mãe tenta ser perfeita e não consegue...e refila...por não conseguir...aos 33 anos assumi que nunca vou conseguir porque a minha melhor perfeição é a minha imperfeição e só assim consigo ser feliz!!!

Como diz Pedro Chagas freitas "o amor acontece quando desistimos de ser perfeitos"


Olho para ti...tenho medos,receios..
Mas ao mesmo tempo sei que não posso...
Olho para ti... e pergunto vezes sem conta estarei cá em cada passo?
Não sei...Não posso pensar nisso diz-me o pai vezes sem conta e tem razão...

A única coisa que quero é que sejas FELIZ!
E que esse olhar transmita sempre o que de melhor há em ti... vou utilizar aquela frase do apresentador "Daniel Oliveira"

"O que dizem os teus olhos?"

Um dia vais responder-nos...e eu só espero que seja um bocadinho de tudo aquilo que tu mais ames!


Prometes?

Esqueci-me que as publicações na página do blog do facebook nao aparecem aqui...

Parece que temos andado ausentes mas não, temos é publicado nos locais incorrectos!

Mas podem sempre espreitar a página do facebook para ficarem a par das novidades.

Também não têm sido muitas, temos tentado aproveitar ao máximo o tempo juntos, os horários malucos da mãe não têm dado permissão para aqueles momentos que sempre valorizamos tanto...

Mas fico satisfeita de perceber que as duas horas que estou contigo por dia aproveito cada segundo!

As birras são cada vez menos, estás mais menina, mais crescida, és perfeita dentro da tua perfeição tal com todos nós...

Queria na verdade que nunca tentasses ser perfeita mas sim FELIZ! (Mas faleremos nisso noutro post)

Mas prometes?


terça-feira, 26 de julho de 2016

Medo de viajar vs adorar conhecer destinos novos

Odiamos andar de avião confesso! Mas adoramos a sensação de liberdade das viagens de conhecer novos locais, novas culturas, e a verdade é que são estas as memórias que levamos connos o tudo o resto fica! 

A Baby Be já andou e adorou e ainda bem, apesar disso gostamos de viajar não o fazemos com regularidade com muita pena nossa mas existem destinos que vamos com toda a certeza um dia destes. 

Este é pertinho a 1 hora e pouco de voo (nao custa nada) e dizem que é lindoooo! 

Encontrei esta reportagem e de facto pelas fotografias até ficamos sem ar...

Coragem, dinheiro e é só organizar a viagem :)

Vejam nesta página a reportagem e inspirem-se Açores

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Educar é uma tarefa de doidos!

A verdade é que não sei se começo a desabafar sobre o teu comportamento destes 10 dias, se desabafa sobre o nosso comportamento (adultos)!

A verdade é que tu já não és nenhuma bebé ( quem me dera ), tens 4 anos e já devias ter outro comportamento... Será isto verdade?

Pois filha não sei, nem o pai, para nós a tua educação é um desafio, já tinha falado desta frase num outro texto que a mãe escreveu mas vou voltar a repeti-la, quando tinhas 1ano na consulta de rotina na Pediatra depois de tudo ter corrido bem, a Dra A. disse-nos " Têm aqui uma princesa, mas um grande desafio educativo".

E que grande desafio!

Mas educar-nos a nós país é também um grande desafio!

A esta altura não existem dúvidas tens uma personalidade muito forte.

Esperemos continuar a altura deste desafio.

Esperemos que consigamos mudar alguns pormenores da tua educação que não nos estão agradar, nada de grave, mas pontos importantes que alterados só te vão fazer mais feliz!!

Vamos a isso!



quinta-feira, 30 de junho de 2016

Tu transformas o nosso Mundo!

Hoje acordamos sem presas, acordas-te cedo mal o pai saiu mas depressa aninhas-te na nossa cama e dormimos até nos apetecer.

Quando acordei fiquei a olhar para ti, a pensar em ti. Apareces-te nas nossas vidas sem bateres na porta, foste muito desejada e planeada mas é sempre uma surpresa.

Observei-te aí por uma hora seguida, e se dúvidas houvessem (que não existem) eu sou apaixonada por ti, o Pai nem se fala és de facto a menina do Papá!

Entraste nas nossas vidas e trouxeste contigo outro significado da vida, fizeste com que acreditasse no amanhã, que acreditasse ainda mais que é possível alcançar o que sonhamos, que é possível alcançar o que desejamos.

Agarrei-me a ti de tal forma ainda dentro da minha barriga que deixei que mudasses o nosso mundo e ainda bem.

Com 4 anos acreditas mais em mim que eu própria, adoro ouvir-te dizer :"Tu consegues mamã", pois... umas vezes consigo outras não mas nos teus olhos a mamã e o papá conseguem sempre tudo e ainda bem!

A mãe por enquanto continua em casa para uma uma melhor recuperação e claro está que vais ficar comigo, vão ser dias sem pressas sem horários, sem stress, aproveitar este bocadinho, não vão ser férias mas vão ser uns dias muito bons de muitos mimos abraços, brincadeiras e muita diversão.

Ontem enquanto a mãe estava na consulta o Pai foi passear contigo e que belo passeio, tive pena de não participar, mas vinham os dois tão felizes que o meu coração ficou completo.

Obrigada por teres crescido dentro da minha barriga, obrigada por teres nascido e obrigada por nos fazeres tão felizes.





 
Esta tunica maravilhosa da Bechamel é linda e a mãe ontem vestia uma igual :)





terça-feira, 28 de junho de 2016

Descobrimos que és envergonhada mas Feliz, assim esperamos!


Hoje foi dia de festa no teu colégio!

Passaram 4 anos iniciaste aos 6 meses na creche, a mãe e o pai eestavam com as emoções ao rubro, medos, receios, mas tu nunca choras-te, entravas ao colo ias para o colo da Dulce ou da Fernanda e ficavas uma bebé tranquila, meiga, alegre, tudo isto pasou e  rapidamente passas-te para o Jardim de Infância e aquilo que poderia ter sido fácil foi na verdade o mais complicado.

Deixar-te no colégio era uma tortura, tu não choravas Baby Be tu gritavas "Mãe não me deixes aqui..." oh meu deus é isto que sentem os pais? Dizia eu, a verdade é que já tinha ouvido aquela frase na boca de outros meninos e dizia sempre aos pais eu sei que dói mas ele ou ela ficam bem acreditem, e sim é verdade ficam mesmo, mas é difícil e eu ainda não era mãe mas sabia que era difícil e compreendia cada mãe cada pai que saía de lágrima no olho e me pedia para ligar daí a 10 minutos. Eu fiz tudo isto e depois de chorar até ao trabalho sabia tão bem aquela chamada da Educadora Rita a dizer-me que estava tudo bem. Tudo nos passa na cabeça nestes momentos, confesso que ponderei mesmo mudar-te de colégio, mas com o tempo com algumas dicas sim porque mesmo sendo a minha área todas as dicas são importantes, o dia-a-dia tornou-se cada vez mais fácil e do choro vieram os risos, todo o pessoal docente e não docente ajudou neste processo e a eles só temos que agradecer!

Hoje foi dia de ver o que tanto se faz ao longo do dia no colégio, uma festa de final de ano diferente mas muito interessante, um bocadinho de cada "aula" que tens, o inglês, a educação para o movimento, a música, a iniciação à matemática, o estudo do meio e muito mais, conseguimos ver como te divertes durante o dia, mas também conseguimos ter uma perceção de como és no colégio, melhor do que o feedback que nos dão é vermos e sentirmos, e afinal não és a mesma Baby Be que és em casa com a família e com os amigos.

Entras te e ali ficas te toda a manhã muito calada, introvertida e eu e o pai olhávamos um para outro e dizíamos onde está ela? Porquê? Apenas feitio ou algo mais? Vou pensar que é só feitio, as aprendizagens essas estão lá, mas a nós isso é o que menos nos importa.

Por norma diria a um pai ou uma mãe de um aluno meu que é tudo normal apenas é mais envergonhada e atento, mas aprende tudo muito rápido, sim e sei que é isto que nos vão dizer e que até corresponde a verdade, mas como diz o ditado "olhos que não veem coração que não sente" e neste caso os nossos olhos viram e o nosso coração ficou do tamanho de uma ervilha!

Vamos deixar a idade avançar mais um bocadinho e esperar, com a certeza porém que és Feliz mesmo envergonhada!

A verdade é que já vais para o Bibe Encarnado nem queremos acreditar mas faz parte, Parabéns querida Baby Be!

quinta-feira, 23 de junho de 2016

"O que os nossos filhos vão-se esquecer"

O título deste post não é meu ... Chegou-me às mãos através de um amiga...um texto em Italiano de um blog Italiano... Unamammagreen
Li, voltei a ler e ler, traduzi e não podia ter gostado mais entretanto encontrei já traduzido e publicado aqui nesta página que sigo e adoro todos ou quase todos os textos. Uptokids

Queria acreditar que nunca te ias esquecer dos beijos, das cócegas, dos meus abraços apertados, do esquilo maluco que o Pai faz...
Queria acreditar que serias a minha bebé para sempre...

Enfim no fundo era um acreditar sem acreditar, e tu quando cresceres vais entender melhor tudo isto.
Quando a tua avó me dizia a maioria das coisas que te digo agora eu também não ligava, não percebia ou não queria perceber, mas chega um momento em que tudo começa a fazer sentido:)

O tempo este tempo malandro que corre sem nunca parar, que nos faz muitas das vezes perder o que deveria ser imperdível!

O tempo este tempo que nos dá mas também nos tira...

Uma coisa é certa todos crescemos, todos deixamos de acreditar em algumas coisas, todos nós esquecemos de algumas fases da vida, mas nunca em momento algum deixes de acreditar que o Pai e a Mãe não te podem proteger, não te podem dar colo, não podem limpar as tuas lágrimas ou agarrar a tua gargalhada, nós podemos sempre e cada vez melhor, sempre de coração aberto para ti!

Enquanto o tempo não passa nós aproveitamos e gravamos todos os teus minutos de crescimento.

Amo-te Baby Be!

Deixo-vos o texto aqui pois não o podem mesmo perder nem tu Baby Be um dia mais tarde:

"O Tempo é um animal estranho. Assemelha-se a um gato, agindo como lhe apetece. Manhoso e indiferente, corre quando imploras que pare, e permanece imóvel quando rezas que ande depressa. Às vezes morde enquanto ronrona, ou lambe-te com uma língua áspera. Coça-se enquanto o beijas.
O tempo, irá libertar-me lentamente da extenuante fadiga de ter filhos pequenos, das noites sem dormir e dos dias sem descanso. Das mãos papudas que não param de me agarrar, que me trepam pelas costas, que me procuram sem restrições nem hesitações. Do peso que me enche os braços e me curva as costas. Das vezes que me chamam e não permitem atrasos nem esperas. Vou voltar ao ócio vazio de domingo e as chamadas telefónicas sem interrupções, o privilégio e o medo da solidão.
O tempo, certamente e inexoravelmente irá arrefecer outra vez a minha cama, agora quente dos corpos pequenos e respirações rápidas. O tempo vai atenuar os olhos de meus filhos, que agora transbordam de um amor poderoso e incontrolável. Vai apagar a palavra mãe dos seus lábios, gritada e cantada, chorada e pronunciada cem mil vezes ao dia.
Vai apagar, pouco a pouco ou de repente, a familiaridade da sua pele com a minha, a confiança absoluta, o mesmo cheiro, usado para misturar o nosso humor, o espaço e o ar que respiramos. Assumir, em parte e para sempre, o pudor, o julgamento, a vergonha. A consciência adulta das nossas diferenças.
Como um rio que escava seu leito, o tempo minará a confiança que têm em mim, a forma como os seus olhos me vêem, capaz de parar o vento e acalmar o mar, consertar o irreparável, curar o incurável e ressuscitar da morte!
Com o tempo vão deixar de me pedir ajuda, porque deixarão de acreditar que eu possa salvá-los. Vão parar de me imitar, porque vão querer não ser parecidos comigo. Deixarão de preferir minha companhia, optando pela dos amigos, e Deus queira que não esteja enganada!
Paixões se dissiparão, as birras e os ciúmes, o amor e o medo. Vão-se apagar os ecos das gargalhadas e das canções, as sestas e os “era uma vez”… Com o passar do tempo, os meus filhos vão descobrir que eu tenho muitos defeitos, e se eu tiver sorte, também vou perdoar alguém.
Sábio e cínico, o tempo vai trazer o esquecimento. E os meus filhos vão esquecer-se mesmo daquilo que eu nunca esquecerei. As cocegas e as corridas, os beijinhos nas pálpebras e as lágrimas silenciadas com um abraço. As viagens e os jogos, os passeios e as febres altas. As danças palermas, os bolos de aniversário e os mimos durante o sono.
Os meus filhos vão esquecer-se que os amamentei, que os embalei durante horas, que os carreguei nos braços e das vezes que andamos de mãos dadas. Que lhes dei de comer e os consolei, que os amparei depois de cem quedas. Vão esquecer-se que dormiram no meu peito dia e de noite, e que houve uma altura que precisavam tanto de mim como o ar que respiram.
Os meus filhos vão esquecer-se de tudo isto, porque assim é a vida, e estas são a exigências do tempo.
E eu, eu terei que aprender a recordar-lhes tudo, com ternura e sem arrependimentos. Livre. E que o tempo, manhoso e indiferente, seja gentil com esta mãe que não se quer esquecer."
Por Silvana Santo – Una Mamma Green,
traduzido por Up To Kids®

terça-feira, 21 de junho de 2016

Poupar no Supermercado com a Makeitcheap

Poupar uma palavra muito usada na nossa casa, certamente vais crescer e vais lembrar-te desta palavra como quem se lembra de calçar os sapatos antes de sair de casa.

A mãe nunca ligou muito, mas com o passar do tempo o pai que adora poupar foi passando o bichinho para a mãe e agora tentamos passar para ti.


Mas a verdade é que faz todo o sentido independentemente da conta bancária.


Independentemente de poupanças por cá nunca fomos a um supermercado ou superfície comercial em que tivéssemos a obrigação de trazer algo para ti, mesmo que pedisses sempre te explicamos o porquê de não comprarmos e tu nunca fizeste uma birra por estes motivos. (e ainda bem, porque não tinhas ganhos nenhuns com isso)

Ainda agora que o verão chegou e em força, vamos mais a esplanadas e quando vamos a praia uma vez por outra gostamos de ficar nos chapéus de palha nas espreguiçadeiras, (como tu adoras !) sem dúvida mais prático, mas também dispendioso e por isso fazemos de vez em quando, podemos lá estar o dia inteiro que tu não pedes nada se a Mãe e o Pai não perguntarem se queres por exemplo um gelado tu também não o pedes, e isto é tão mas tão bom, pois dá-nos uma liberdade enorme para irmos a qualquer lado sem medos. Temos alguns amigos e familiares onde o exemplo é exactamente ao contrário e isso torna-se muitas das vezes um stress para os pais.

 Obrigada Baby Be por mais esta qualidade que nunca a percas!
 
Por isso hoje a mãe vai deixar aqui uma dica para quem nos segue uma app muito útil com todas as promoções existentes em vários supermercados chama-se Makeitcheap já seguimos há muito tempo.
Para quem não conhece e tem paciência para os vales esta página é muito útil Poupadinhos e com vales
E antes de seguirmos a primeira app seguíamos a Promoclick que entretanto desapareceu mas era muito útil também.

 
Espero que utilizem tanto quanto nós, por aqui dá imenso jeito mesmo!

Já dizia um dos filhos de um milionário português que detém uma cadeia de supermercados "tudo o que seja superior a 1 euro já é caro" a mãe ouviu esta frase devia ter uns 25 anos ou menos e nunca a esqueceu, e é tão importante estes valores, a riqueza faz-se poupando disso não há dúvidas!

 

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Às vezes só precisamos que alguém acredite em nós


Sou Educadora de Infância, um curso que tirei com orgulho e muita dedicação, com ajuda e muito esforço por parte dos meus pais! 

Mas sim Baby Be tens razão e a mãe não ensina crianças no hospital, esta foi a outra pergunta difícil que fizeste à mãe neste dia Aqui .

Faz-te confusão se calhar não sei ou então é apenas a tua curiosidade, mas de facto a mamã não ensina crianças no hospital, trabalhar neste local foi uma oportunidade que surgiu para fazer face a difícil caminhada que é ser docente no nosso país.

Uns falam da geração do desemprego, outros justificam com a crise, não te sei explicar bem sei apenas dizer-te que para a mãe não tem sido fácil, mas não é por isso que deixarei de ter orgulho na Licenciatura que tirei! 

Se gosto deste novo desafio como muitos perguntam sim gosto, mas gostava de ter outros objetivos para mim sabe a pouco, sempre fui desafiante comigo mesma, sempre gostei de aprender mais e mais e nesta aventura de mudar de área profissional, para conseguir fazer uma carreira colocando de parte o curso que tirei tornou-se tarefa muito difícil, pois quando tiras um curso de gestão as empresas dão-te oportunidade de seguires várias áreas e desta forma tens uma evolução profissional e económica muito boa, o mesmo acontece em cursos de marketing, contabilidade, entre muitos outros, mas quando tiras um curso na área da educação as empresas ou os diretores de RH das empresas acham que ser Professor ou Educador com os mesmos anos de estudo de tantos outros cursos, não serve para muito mais, ou seja é difícil evoluíres ou mesmo concorreres a oportunidades melhores onde tu própria vês que até conseguias fazer aquela ou outra tarefa, até conseguias chegar onde tantos outros chegaram, eu continuo a acreditar e a lutar para chegar lá e foi neste grupo enorme que a mãe apostou e acho que não me vou desiludir.

Às vezes só precisamos que alguém acredite em nós e nas nossas capacidades, precisamos apenas de uma estrela e com esforço dedicação e muito trabalho chegamos lá, pelo menos eu tenho a certeza que chegaria lá se alguém de facto acreditasse em mim.

Este novo desafio não tem sido fácil por vários motivos são os horários rotativos, fins de semana, ordenados muito baixos, factores que todos juntos fazem a mãe não estar tão satisfeita como gostaria, mas o amanhã ninguém sabe como vai ser por isso vamos esperar. 

Agora tu pensa bem antes de escolheres, pensa com o coração mas também com o olho no futuro.

Eu e o pai vamos estar sempre aqui para te apoiar e ajudar.

Que as minhas pedras no caminho sirvam para tu construíres uma estrada que leve onde tu mais desejares! 



Fomos até ali e não queriamos voltar...

Todos nós adoramos férias, cheiram a 100% familia, a descanso, a sol, a praia, a amigos e muito mais.

Este ano sei que ficas-te triste porque os planos foram alterados e já não fomos para aquele hotel que tanto querias, a mãe magoou-se e férias nem vê-las para já, fisioterapia todos os dias para ver se tudo isto passa rápido, mas com tanto calor que fez decidimos ir arejar um bocadinho no tempo livre e assim foi.

Nada de telemóveis, nada de internet... Seria possível?

Claro que sim ( o pai não resistiu tanto ) mas que soube muito bem ai isso soube, um fim de semana com feriados que ficou mais comprido.

Fomos para perto bem pertinho, muita praia, passeios de bicicleta, visitas ao parque infantil já de noite (como adoras-te esta saída), gelados , bolas de Berlim, e muito muito mimo (mais ainda).

No fim ouvimos estas palavras tuas Baby Be e souberam-nos tão bem:

"Estou tão feliz mamã, papá não vamos voltar pois não"

Não voltariamos com toda a certeza, mas temos responsabilidades e lá tivemos que voltar...

Falando um pouco destes 4 dias a realidade é que estás mesmo crescida, consegui nestes 4 dias ler um livro na praia, algo que desde que fui mãe ainda não tinha conseguido, uma dificuldade deste mundo maravilhoso da maternidade!

Adoras àgua, areia e brincadeiras eu e o papá adoramos brincar contigo e estes dias sabem-nos sempre a pouco!

Estes dias foram fantásticos foi só até ali mas não queriamos voltar!




terça-feira, 7 de junho de 2016

Aproveitar o teu sorriso!

Este fim de semana foi tranquilo, esteve bom tempo e tentamos aproveitar ao máximo.
Fomos a casa da avó Valina mas ficaste triste pois os primos não estavam, mas como sempre deste a volta por cima e divertiste-te à grande, cada vez tenho mais a certeza que já aprendeste a brincar sozinha, isto ser filho único foi coisa que a Mãe nunca quis mas para já tem de ser.

Passeamos muito no sábado e no domingo ficamos em casa pois andas a dormir tão mal outra vez que até tu não quiseste sair.

Domingo foi então dia de muito sofá, muito mimo, pequenos-almoços na cama, dia de culinária, de muitas brincadeiras e descanso.

Estás a ficar grande Baby Be, mesmo grande no domingo foi também o dia das perguntas difíceis, e tu és perita nisto, algumas ficaram sem resposta desculpa um dia mais tarde vais ler as respostas. Esta foi uma das perguntas:

-" Mãe quando vais morrer?" Resposta "um dia quando estiver velhinha "

Menti-te filha, posso morrer hoje, amanhã velhinha ou nova, mas não precisas de saber isso agora, quando acontecer se ainda não tiveres idade alguém te vai explicar.

O melhor mesmo é aproveitarmos a vida! Aproveitar este teu sorriso lindo.

A outra pergunta que nos fizeste amanhã escrevo-te sobre isso.

Beijinhos
Fotografias da autoria da Catarina Fernandes






domingo, 5 de junho de 2016

Prometi não gritar!

Todos já gritamos alguma vez na vida.

Uns gritam por raiva, uns gritam de alegria, outros de tristeza e outros gritam porque gritam.

Quando temos filhos a perspectiva da vida muda, e parece cliché mas é verdade aquilo que somos, aquilo que dizemos, as acções que temos vão ser o espelho da educação das crianças que nos rodeiam.

Quando fui Mãe tudo mudou e fiz-te uma série de promessas , uma delas foi não gritar! 

Não, não cumpri e já perdi algumas vezes o norte com as tuas birras, com o teu feitio tão torto, mas quando terminamos estes breves segundos arrependo-me sempre da forma como actuo, e lembro-me de uma dessas vezes (foram muito poucas) ter-me encostado há noite na almofada e pensar : 

"Onde ficou a promessa? Onde estão as práticas de tudo o que estudei?  De tudo o que li, de tudo o que sempre disse não ia fazer?"

Nesse dia fui ao teu quarto durante a noite uma dezena de vezes, arrependimento? Culpa? Não sei, sei que foi nessa noite que prometi mais uma vez não ia gritar mais contigo, mesmo que, com esse teu feitio me tires do sério e tu sabes Baby Be que muitas das vezes consegues.

E gostava que todos os adultos fizessem isto, mas infelizmente é o contrário os adultos gritam mais que as crianças, os adultos têm gestos que não deveriam ter, os adultos por vezes tornam -se pais sem saberem o que esta palavra acarreta.

Quanto o adulto tiver a coragem para se baixar ao nível da criança tudo tomará um rumo diferente, aquela birra começa a ter significado e antes de gritarem com a criança ou simplesmente dizerem como oiço tantas vezes na rua "grita mais alto que não estou a ouvir" vão conseguir perceber que aqueles gritos têm um significado e que na maioria das vezes um abraço é suficiente! 

Cá em casa damos muitos abraços, falamos baixinho (ou vamos tentamos) e sorrimos muito, a técnica do dedo é fantástica e funciona bem quando por vezes ainda temos uma birra não é Be?!

(Dedo polegar para cima:  dedo feliz; Dedo polegar para baixo: dedo triste - quando a Be começa a fazer uma birra sem dizer nada baixamo-nos a altura dela olhos nos olhos e mostro dedo triste automaticamente ela começa -se a rir e pede o dedo feliz e conseguimos então conversar com calma) 


Mas quando um dia leres este texto quero que percebas que o importante de tudo isto é que:

- nunca é tarde para deixar de gritar;
- que a vida é muito curta para perdermos o controlo e a calma apenas porque o copo caiu e sujou o chão ou simplesmente porque não sabemos do brinquedo;
- não importa o que aconteceu ontem, hoje começa um novo dia! 

A paz constrói pontes que nos vão ajudar a atravessar caminhos com mais dificuldades! 







sexta-feira, 3 de junho de 2016

Como cresceste Baby Be... 4 anos de ti

Fez 4 anos dia 4 de Maio, um dia maravilhoso, único, inexplicável...
Não foi neste dia que te amei como devia, não foi neste dia que senti que ser Mãe era algo melhor que qualquer outra coisa...Não foi e desculpem e não levem a mal mas é verdade! 

Numa das nossas consultas de rotina a nossa querida pediatra a Dra Ana disse-nos: "Está uma princesa mas têm aqui um grande desafio educativo." 

Nem paramos para pensar naquela frase, mas aos poucos fez sentido...

E que desafio... Ser Mãe e Pai é das melhores profissões do universo, mas a mais desafiante, põe à prova a nossa alma, o nosso corpo, a nossa mente, mas não a trocaria por nada, e desejo que venham muitos mais desafios destes...

4 anos de ti minha querida Be como cresceste agora sim deixas te de ser bebé, para uma sociedade mas para nós serás sempre bebé a nossa bebekas! 

4 anos e adoras: correr, brincar, passear, fazer coisas, plasticinas, princesas, cor de rosa, comer, fazer piqueniques, comer e muito outras coisas...

Mas em 4 anos aprendes-te a não gostar de tanta coisa também, não gostas de dormir, de ser acordada, de cogumelos, de estar em casa, de brincar sozinha, e temos a certeza que vais aprender a gostar e a não gostar de tantas outras coisas.

4 anos em que aprendemos a ser ainda mais felizes, acordas a sorrir, deitas-te a sorrir e temos a certeza que esse sorriso, essas gargalhadas são dadas porque és Feliz! 

Baby Be nunca te esqueças de sorrir sempre para a vida mesmo que a vida nem sempre sorria para ti! 

Agora sim posso dizer sem hesitar aprendi a amar-te e que amor este que cresce dia após dia, algo que não se explica sente-se toca-se respira-se! 


 



 
 

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Em primeiro lugar AMA-TE...

Maio é o mês dos sonhos...de correr atrás deles...

Orgulho-me de todas as vezes em que acreditei e insisti, não deu certo muitas das
vezes mas eu continuo acreditar...

Às vezes é necessário andar para trás (com isto não estamos a desistir) estamos apenas a ganhar coragem para continuar...

A vida vai encarregar-se de dizer-te um dia que chegas-te lá, e isso só foi possível porque nunca perdes-te a luz do teu caminho, porque acreditas-te em ti!

Em primeiro lugar AMA-TE só assim vais ter capacidade de ACREDITAR!



segunda-feira, 11 de abril de 2016

eu sou daquelas mães

Eu sou daquelas mães... Não sei se a melhor se a pior...mas...

Sou daquelas mães que refila.
Sou daquelas mães que grita.
Sou daquelas mães que chora.
Sou daquelas mães que ri.
Sou daquelas mães que diz que está cansada.
Sou daquelas mães que pede um fim de semana a dois.
Sou daquelas mães que tem saudades de acordar e ficar na cama mais uma hora.
Sou daquelas mães que tem saudades de um banho cheio de sais e de cremes.
Sou daquelas mães que rebola pelo chão, salta a corda, joga a macaca, anda de escorrega no parque.
Sou daquelas mães que se esquece de colocar base, rímel e baton, mas nunca se esquece do laço da princesa, do casaco, e do brinquedo preferido dela.
Sou daquelas que refila por fazer o jantar, o almoço.
Sou daquelas mães que arruma a casa milhares de vezes.
Sou daquelas mães que não vive mais de 5 minutos sem a filha.
Sou daquelas mães que queria ter 3 ou mais filhos.
Sou daquelas mães que apesar de tudo das olheiras, do cansaço, da falta de tempo, adora ser mãe!

Esta frase da actriz Regina Duarte no programa alta definição ficou dentro da minha cabeça e  nunca mais vou esquecer:

" tenho saudades do tempo em que decidíamos viajar e todos iam sem desculpa, saudades dos almoços marcados com a presença de todos, agora não consigo é mais difícil, a nora não pode, o genro não pode e fica o ninho vazio, e nunca ninguém me disse mas o ninho vazio dói e dói muito!"

Agora percebo os meus pais, os meus sogros, que eu tenha sempre saúde para que o ninho deles nunca fique vazio, e que a minha filha nunca deixe o ninho vazio que eu nunca sinta essa dor!

Mais vale a casa cheia por muito cansativo que seja do que vazia!

Venham mais uns quantos encher está casa.

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Um estilo de vida

Por aqui tivemos necessidade de fazer grandes mudanças.

Por questões de saúde e não só passei a estudar uma alimentação (sim não é dieta) chamada Paleolítica ou se quiserem a Alimentação Paleo, li aqui, acolá, tirei dúvidas, e comecei!

Vou resumir um pouco e referir alguns dos pontos importantes, porque muito há dizer sobre esta alimentação

1- Zero de AÇUCARES;
2- Zero de PROCESSADOS;
3- Zero de LACTICINIOS;
4- Zero de CEREAIS

Mas afinal o que se come? Estão vocês a pensar pois bem come-se comida de verdade comida boa!

1- Ovos
2- Bacon
3- Farinha de amêndoa
4- Cacau
3- Frutos secos
5- Legumes
6- Fruta
7- Carne
8- Peixe
9- Côco (Farinha, ralado, leite, óleo)
10- Mel
11- Batata Doce

E muito mais, como podem ver fome não passamos, sim porque se acordarmos e quisermos comer uma sopa podemos faze-lo, como se não tivermos fome não somos obrigados a comer.

Há mas não tenho tempo para estas comidas e sai muito caro, MENTIRA! Eu odeio cozinhar como todos sabem e comecei a faze-lo com mais gosto, para quem tem Robots de cozinha é muito mais fácil sem dúvida.
Se ao fim de semana conseguirmos tirar um tempo para fazermos algumas coisas durante a semana será muito mais fácil. Em termos de valores não notei diferença nenhuma, vou estando muito mais atenta a promoções pois ajudam muito nestes produtos.

Ainda não faço a 100% mas estou quase lá, tudo isto não é uma obrigação e se for a casa de uns amigos e me apetecer comer uma mousse de chocolate posso fazê-lo, volto a referir esta não é uma dieta mas sim um estilo de vida!

Com isto sinto-me muito melhor!

- Menos dores
- Mais energia
- A minha pele está fantástica
- Durmo muito melhor
- As minhas alergias diminuíram

Com tantos pontos positivos é impossível não ficar a gostar desta vida! Até a minha Benedita gosta, o que para mim é importante!

Para fazer a 100% ainda preciso de mudar alguns hábitos e aliar o exercício físico que até agora seria impossível mas com a Break Out e estes treinos ao ar livre vamos iniciar!

Deixo-vos alguns links para irem tirando dúvidas verem receitas alguma coisa já sabem é só enviarem mensagem!

Experimentem
http://paleoxxi.com/
https://www.facebook.com/groups/paleodescomplicado/?fref=ts

Boa Sorte







quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Querida Avó Maria!

Querida avó,


Tu és daquelas pessoas difíceis de descrever...


Tu és minha avó, minha mãe, minha amiga, minha companheira...


És especial por muitos motivos, porque a nossa ligação é mais do que uma ligação de neta e avó, porque juntas rimos, refilamos, choramos, dizemos disparates, vemos filmes juntas, fazes-me aquelas comidas deliciosas, proteges-me como consegues e sempre assim foi...


Consegues ver a maldade das pessoas muito antes de mim, quando levava uma amiga a casa tu demoravas mas dizias-me logo "olha que essa não presta toma atenção" e eu nunca te dava ouvidos, acredito em todos e abro o meu coração a meio mundo, mas dia menos dia revelava-se a tua frase... Dei algumas cabeçadas assim, mas foi bom aprendi com elas!


Quando ganhei asas e vim para a minha casa, lembro-me das tuas lágrimas escorrerem dos teus olhos e dizeres-me ao ouvido " Toma conta de ti " Sempre foste protetora com os teus.

Os anos passaram e não perdoaram tu foste passando com eles ainda que "rija" sabemos que eles estão lá e é aqui que todos pensamos "que os avós deveriam ser eternos".

Agora já rabujas mais, continuas a comentar os filmes, as novelas, como se de uma vida real se tratasse e eu adoro ouvir, não gostas de envelhecer nunca gostaste mas a verdade é : Quem gosta avó? Quem gosta ver que os anos passam e com eles nós também passamos? Ninguém avó por isso não te preocupes com os teus defeitos de velhice todos vamos chegar lá!

Os netos são como herança, caem nos braços dos avós sem eles fazerem nada por isso, não há gritos, não houve dores, não há má disposições, apenas houve alguém que naquele momento colocou-te um menino (a) nos braços e diz é o teu neto (a).
Sim, tenho certeza de que a vida nos dá os netos para nos compensar de todas as mutilações trazidas pela velhice. São amores novos, profundos e felizes que vêm ocupar aquele lugar vazio, nostálgico, deixado pelos dias de solidão da pele envelhecida...

E sem regras, sem disciplina vocês olham um no outro e vão amar-se para sempre, foi assim connosco, foi assim com os teus bisnetos...

Guardo com carinho no cofre do meu coração na gaveta dos avós, as recordações de uma vida, as idas a missa, a minha primeira comunhão, a profissão de fé, as correrias no quintal a fugir do pau da vassoura pelas malandrices que fazia, dos beijos melosos que te dava com a geleia que fazias, da entrega do meu diploma de faculdade, da tua primeira visita a minha casa, dos abraços que me deste quando soubeste que vinha aí mais uma bisneta, do teu olhar na maternidade, da maneira como pegas-te nela, das brincadeiras que tens com ela e ela tanto gosta...

Mas falta avó falta muito mais e tu sabes que todos os anos te peço o mesmo aguenta a vida toda se puderes (era bom) mas aguenta por aquele momento que tu tanto me falas, eu sei que tu tinhas gostado que antes de ser mãe e antes de me juntar tivesse casado esse era o teu orgulho, sei que por muito que explique tu não vais entender porque para ti era assim que fazia sentido, para mim também mas nem sempre a vida é como queremos avó, mas eu prometi-te e vou cumprir entrarei de mão dada com o meu super herói e contigo juntos vamos entrar e percorrer o corredor, juntos vamos dar este passo tão importante, juntas vamos viver mais um dia de sonho! Não te sei dizer quando nem onde mas vamos fazê-lo e tu vais sentir orgulho mais uma vez nesta neta!

És o meu exemplo de luta, de criação dos filhos, mesmo com tantas coisas contra, vences te crias-te amas te e chegas te aqui, quero ser assim, quero ser uma mãe como tu, uma avó como tu!

Desculpa a minha ausência são as contigências da vida, mas que a vida nos deixe continuar com esta cumplicidade mesmo distantes, mesmo que seja uma vez por semana que assim continue!

Eu adoro-te querida avó!

Parabéns!








Janeiro ... O mês de tudo ou nada

O mês de Janeiro é um mês de promessas, desafios de escrever metas para um novo ano, de enfrentar um novo ciclo bom ou mau.
O mês de Janeiro é um mês cinzento, por sinal triste... Há que ter coragem e força para mudar esses dias de chuva de vento e fazer um arco-íris nem que seja só nosso...

O ano 2015 não foi um ano fácil, sei que devemos pensar que há sempre coisas piores, mas a verdade é que por aqui foi um ano muito mas muito difícil.

Acreditem ou não entramos em 2016 e parece que ainda estávamos em 2015 tal era  o cansaço que traziamos...Este ano não usamos roupa de cor especial, nem nova, não comemos as passas, nem nos colocamos em cima da cadeira com a nota na mão, os pés estavam direitos mas por mero acaso da posição em que nos encontrávamos, este ano decidimos assim tudo diferente pode ser que seja desta que o ano corra bem bem melhor!

Sim desculpem esqueci-me de referir que apesar das pequenas coisas menos boas estamos todos bem de saúde e nós agradecemos muito isso, bem como outras situações que vamos tendo ao longo da vida.

Afastei-me do blog em 2015 por muitos post que escrevi a dizer que estava de regresso não deu, eu tentei acreditem, mas nem 10 minutos havia por dia quanto mais 1 hora para dedicar aos textos que gosto tanto de escrever.

Apesar de Janeiro ser este mês assim, para nós não deixa de ser um mês importante pois fazem anos duas pessoas muito especiais das nossas vidas: A minha querida Avó e o meu querido Sogro.

A minha querida avó faz 92 anos estou com ela sem nunca a largar a 33 anos desde que nasci, é uma pessoa muito especial na minha vida, sempre tive uns avós excelentes os Maternos só conheci a minha querida e bela avó Zulmira, os paternos tive o privilégio de desde que nasci conviver com os dois, o meu avô António já partiu há muitos anos (uma doença Prolongada) assim o quis, a minha avó apesar das mazelas da idade continua junto a nós com a sua boa disposição e energia!

Gostava que assim fosse por muitos e muitos anos mas sei que um dia vou acordar e ela não vai cá estar, sinto um nó na garganta só de escrever esta frase, mas eu sei que é a lei da vida, mas não consigo habituar-me a esta ideia, nesse dia o meu chão vai cair, a minha vida vai ficar incompleta, porque ela é mais que uma avó.

O próximo post é para ti porque para mim é mais fácil escrever do que falar sem que a lágrima caia do meu olho.