quarta-feira, 16 de julho de 2014

Natalidade o que aconteceu?

Ontem chamaram-me para ouvir as notícias ( confesso que é raro, pois já não tenho paciência para ouvir falar sempre no mesmo ), mas ontem lá calhou estar na cozinha e o D chamar me para ouvir aquela notícia, não era nada mais que a Natalidade no nosso país! 

Este tema assusta-me, eu que sempre quis uma família grande ainda só tenho uma, como eu existem milhares de casais com um filho ou sem nenhum! 

Falou-se em incentivos, parece-me excelente não analisei bem o que foi dito, por isso não vou estar já a dizer excelentes ideias, falam da crise, sim foi um dos factores que levou a esta baixa natalidade, bem como o desemprego e outros factores. 

Mas também existe outra face da moeda outros factores, que são poucas as pessoas que falam neles, e eu não quero de maneira nenhuma ferir susceptibilidades, pois até sou pessoa de respeitar cada opinião, mas que esta face da moeda faz-me confusão lá isso faz e eu quero falar nela.

Que é o facto de muitos casais não terem mais filhos ou não terem nenhum devido ao trabalho que vai dar... Sim parece surreal para alguns mas eu já ouvi isto da boca de muitas pessoas, porque com filhos já não podem fazer isto e aquilo, já não podem comprar isto e aquilo, já não podem passear, sair a noite, ter mais que um filho nem pensar pois este tem que ter tudo o que eu não tive e ainda mais...

Será possível que em pleno século XXI alguns jovens ainda pensarem assim??? 

Mas eu respeito e não vou criticar apenas quis falar de outro factor importante que influência muito nesta matéria e que os jornalistas não falam, respeito mas não compreendo, quanto ao não vamos conseguir fazer mais nada gostava de dizer a todos esses casais que sim é verdade a vida muda muito muito, mas nunca deixamos de viver começamos a viver é a 3 e é tão mas tão bom!!!!

Quanto ao dar tudo, peço que olhem para a nossa infância com olhos de ver e coração que sente e vejam como eramos tão felizes, sem a maioria das coisas que agora quase todos os pais querem dar aos filhos, não precisamos de ter tudo, aliás o tudo e o nada são dois extremos muito complicados numa educação. 

A educação sim essa pesa muito no orçamento, e entrar nas escolas públicas é mais complicado, e as privadas são sem dúvida um peso enorme no orçamento. 

Posto isto, gostava de perceber também os casais que tem mais filhos, não aqueles que ganham ordenados altos, mas sim aqueles que têm vidas mais modestas e ordenados mais baixos e perceber como fazem a logística, perceber como funciona, jovens que têm 2 e 3 filhos e as vezes mais e um dos membros está desempregado, como conseguem? 

Penso que este seria um tema para escrever e escrever, mas não vou fazer isso, vou ficar por aqui e apenas dizer que apesar de tudo e de todos os factores de ponderação para este projecto sim porque ter filhos tem que ser um projecto de casal, nunca vai existir o tempo ideal, e ter filhos é a melhor parte das nossas vidas!!! 

Beijinhos 


Sem comentários:

Enviar um comentário