quarta-feira, 7 de maio de 2014

Dia Da Mãe

O mês de Maio começa sempre bem, logo no primeiro domingo do mês comemoramos um dia muito especial o tão falado Dia da Mãe.
 
Bem verdade seja dita que agora também temos dias para tudo, o que por um lado é engraçado, na minha opinião por outro torna "banal" os dias realmente comemorativos e especiais.
 
O Dia da Mãe para mim é sempre aquele dia Mega especial, a minha mãe é para mim a melhor Mãe do Mundo.
 
Trabalhadora, lutadora, simpática, faladora, gosta de ajudar o próximo, amiga dos seus amigos, bonita, inteligente, e podia agora dizer-vos mais um milhão de elogios porque ela tem todos!
 
Tem defeitos? Sim claro que sim todos nós temos e as nossas mães também.
 
Sem a minha a minha mãe hoje não seria aquilo que sou, sei que esta é uma frase que todos dizemos mas é verdade, a minha Mãe ensinou-me grandes pilares da minha educação e é isso que me leva a ser a pessoa que sou com as minhas qualidades e os meus defeitos.

Ensinou-me:

- A ser educada;
- A não ser mentirosa;
- A não ser arrogante;
- A ser simpática;
- A ajudar o próximo;
- A ser amiga;
- A perdoar;
- A pedir desculpa;
- A ser humilde;
- A lutar;

E, muitas outras coisas que tento sempre colocar em prática e tenho conseguido ao longo da minha caminhada.
 
Este mês de Abril e inicio de Maio conseguiram fazer com que eu desse mais valor ainda a minha Mãe, se para mim ela já era um TUDO agora nem sei... e porquê?
 
Bem a minha Mãe decidiu tirar uma férias bem merecidas aliás bem não, muito bem merecidas, ausentou-se apenas por 12 dias, meu deus o que são 12 dias não é? Para mim foi o fim do Mundo a sério, andava perdida na minha cidade, evitei ir a casa dela e quando fui parecia uma estranha lá dentro, não sabia mexer em nada, tudo me fazia confusão, passei horas a fio há noite a pensar o que seria de mim sem ela? Não quero imaginar mesmo sabendo que um dia isso pode acontecer, pois vi que sem ela vou-me perder, mesmo ela tendo-me ensinado que a vida segue sempre! E eu vou seguir com a minha claro, mas... tudo vai ser diferente, pois ela é o nosso pilar e quando digo isto não falo nas ajudas que ela me pode dar, como ajudar-me a comprar isto ou aquilo, ou lavar-me a roupa, ou fazer-me uma sopa, falo mesmo no meu pilar de vida, ela é a minha alma, sinto o que ela sente... 
 
Quando lhe dói a barriga a mim também me dói, quando lhe dói a cabeça a mim também me dói, mas dói a sério nem precisamos de estar perto uma da outra não vos sei explicar...

Enfim, Mãe é a Mãe e eu espero sinceramente ser para a minha filha aquilo que a minha mãe foi para mim e é!

Não me canso de falar com ela ao telefone e apesar de vivermos a 30 minutos de carro de distância ou ela trabalhar a 10 minutos da minha casa, não impede que falemos de hora a hora, às vezes ligo-lhe para nada só mesmo para ouvir a voz dela, e saber que está ali...

Não me canso de dizer o quanto gosta dela todos os dias, não me canso dos beijinhos e dos abraços que lhe dou e não me canso de lhe dizer obrigada!

Não compreendo filhos que deixam os Pais, não aceito sequer essa opção de vida, conheço alguns casos, e acreditem para mim são seres que não são seres, não existem explicações não existem argumentos que me possam dar que justifique tal acto, pais estes que deram tudo aos filhos que raramente lhes bateram, apenas as que mereceram, que lhes deram casas, carros, cursos, dinheiro, tudo! E no fim... levaram um pontapé! Como posso eu compreender tal atitude?

Para estes pais meus grandes amigos só posso dizer que se para mim os meus pais são heróis vocês também o são, continuem com a vossa coragem e espero ter conseguido ao longo destes anos de amizade fazer destes dias especiais também especiais para vocês.

Um beijinho

1 comentário:

  1. Concordo e muito contigo!Mães como as nossas ha poucas!Podemos não o demonstrar sempre como queriamos!Mas elas sabem que são as melhores e sem elas não é a mesma coisa.Pensar que algum dia e esse dia vai chegar vamos ficar sem elas, revolta!Pois deviam ser eternas!

    ResponderEliminar