quinta-feira, 10 de abril de 2014

PAI

Sei que o dia do Pai já passou...mas como para mim o dia do Pai é todos os dias, hoje decidi que o post seria dedicado ao Pai!

O que é ser Pai?

É amar, e amar e continuar amar !
É ensinar a dar beijinhos!
É ensinar a correr, andar de triciclo, a comer chocolate, a rir, a dizer os maiores disparates, a andar de escorrega, e tantas outras coisas.

Ser Pai é ser tudo aquilo que o meu Pai foi e é para mim... Será que um filho gosta mais do Pai do que da Mãe ou vice-versa? NÃO! O amor sentido é igual, sempre disse isto à minha mãe, e penso que ela sempre percebeu, mas para as meninas o Pai é um herói! Não sei se vou conseguir explicar bem, mas eu vejo no meu Pai aquela pessoa forte, que nada a derruba, que enfrenta tudo e todos, que ri e raramente chora, que tem sempre um disparate a dizer, que está sempre de acordo mesmo com a maior loucura, que guarda um segredo muito bem guardado, que nos defende sempre, é alto, forte, tem uma capa tal como os super heróis!  É assim que vejo o meu herói!

Eu considero-me uma menina do papá, e tenho uma filha que já é uma menina do papá assumidamente, se me sinto triste por isso? Nunca! Sinto-me feliz, a sério, sinto um maior orgulho em mim porque se já sabia e sentia que tinha feito a melhor escolha, agora sei que a melhor escolha para mim é melhor ainda para a S.
Tenho muito orgulho no Pai cá da casa por transmitir tanto amor e segurança á nossa menina, por conseguir em tão pouco tempo fazer transparecer aquilo que só um pai sabe fazer ser Herói!

Ainda sinto o cheiro do perfume do meu pai quando me levava ao colo da água do mar até à toalha só porque eu detesto areia nos pés.
Ainda me lembro dos ovos mexidos com açúcar.
Ainda me lembro das vezes que te chamei e tu vieste sempre ao meu alcance.

Tenho a sorte ainda de o ter ao pé de mim, mesmo que seja a uns kilómetros de distância, mesmo aí desse lado, tu consegues estar sempre ao pé de mim, tenho saudades? Muitas nem imaginas, mas compreendo que tenha que ser assim mas não concordo!

Ao longo da minha infância tive o privilégio de crescer na presença de muitas figuras paternas, que já partiram, cedo demais até, deixaram saudades, mas deixaram uma marca incrível dentro de mim e dos seus verdadeiros filhos.

Do meu Tio Gil teria coisas incríveis para vos contar, digo-vos que foi um grande senhor, uma pessoa de alma pura de grande fé, fazia versos como ninguém, e tantas outras coisas.

O Pai Carlos... deixou uma marca que jamais esquecerei, brincava connosco na rua, adorava o seu cão, fazia uns cigarros com uma máquina que era uma relíquia, e tantas, tantas outras coisas.

O meu avô bem o meu avô foi outro ser humano incrível, era uma paz dentro dele que não havia igual, não fazia mal a uma mosca, era conhecido pela vizinhança toda, semeava batatas com ele e adorava aquelas férias a fazer isso, comprava e preparava os pequenos almoços para a minha vó e para as netas, adorava a família, ria, dizia disparates, vejo no meu Pai a sua imagem são iguaizinhos!

Guardo cada recordação numa janela da minha alma, de cada um deles recordo o melhor, cada um deles dá-me força à sua maneira para que os meus dias sejam sempre melhores!

Com Saudade

Ps: O post do dia mãe vem mais perto da data, porque as mães são tudo isto e muito mais...







Sem comentários:

Enviar um comentário